É, a roda da vida girou mais uma vez….

Deixe um comentário

Depois de uma semana, a missão mais do que nunca, é o design. Aquela vaga no escritório da RappDigital , aqui no Rio rolou.

 

Não querendo parecer pedante, nem deslumbrado, mas dentro do meu contexto, está muito F#*$!!!.

 

O escritório é show, a equipe, que na verdade é uma start up, é composta na sua totalidade de “sangue bons”, o ambiente é muito legal, a qualidade dos Jobs é algo assim, fora de série. Mas o melhor de tudo, fora a parte feminina, é claro,  É A VISTA!!!!

 

Se alguém me dissesse que eu iria trampar com a visão do pão-de-açúcar  de frente para a minha mesa, em uma janela full, eu jamais iria acreditar. Realmente é de perder o fôlego.

 

Bom, conforme for aparecendo mais impressões, eu posto aqui. De repente, o BETO LEAL servirá também para aquilo que os blogs foram criados: diário de bordo, hehehe.

Também, não somente.

 

Obrigado meu Deus!!!!!!!!!!!!!!!!!

A vida dá voltas

Deixe um comentário

Quando estreei esse blog, há alguns meses atrás, não sabia que a vida me daria uma pernada tão grande.

Estava todo empolgado com a minha carreira de designer de interfaces, que achei que isso bastava para eu produzir toda a felicidade que eu necessitava. Mas não foi bem assim.

Eu precisava reencontrar as minhas raízes, que eu tinha colocado em segundo plano. Coisas e lugares que antes eram importantes para mim, e que com a minha determinação de conquistar um lugar ao sol no mercado, ficaram bem para trás. Esse meio que eu tanto gosto, e que de forma abrupta, invadiu a minha vida, tomando o lugar de sonhos e aspirações mais antigas, modificando valores bem fundados em minha vida, hábitos, praticamente tudo.

Há 5 anos atrás, se perguntasse como eu queria levar a minha vida, eu ia responder que próximo à cachoeira, perto do mar, treinando lutas e levando turistas para conhecer a baía da ilha grande e a mata Atlântica.

Hoje em dia, depois de passar por uma entrevista para fazer parte da equipe da Rapp & Collins, mas precisamente, A Rapp Digital, e sentir a vibe de uma grande agência de publicidade (na esperança de ser chamado), mais do que nunca a missão é a vida como designer, de interfaces para web, sempre cogitando a possibilidade de trampar com mídia impressa, identidade visual, enfim, tudo que se relacione a projeto visual, mas sempre design.

Mas bastou uma semana antes do carnaval, ir para o meu sítio, sentir a positividade da mata, da cachoeira e do mar de Angra, para entender, que assim como um HD, a mente precisa ser formatada de vez em quando, para reinstalarmos o nosso SO, e fazer com que nos sintamos completos, plenos, satisfeitos.